EADE – Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita

por Valdenir em . Publicado em Estudando Espiritismo.

EADE

Iniciaremos hoje, 15/01/2019, a quarta apostila do Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita.

Estendemos o convite à todos que queiram participar. O horário é das 20:00 às 21:30. Acompanharão todas as aulas a visualização em power-point do seu roteiro e demais ilustrações e vídeos pertinentes.

Tema da apostila: O Consolador Prometido por Jesus.

Entrada livre: não há necessidade de inscrição.

Abaixo transcrevo a introdução da apostila:


 

FUNDAMENTOS ESPÍRITAS DO CURSO

A moral que os Espíritos ensinam é a do Cristo, pela razão de que não há outra melhor. (…) O que o ensino dos Espíritos acrescenta à moral do Cristo é o conhecimento dos princípios que regem as relações entre os mortos
e os vivos, princípios que completam as noções vagas que se tinham da alma, do seu passado e do seu futuro (…). Allan Kardec: A gênese. Cap. I, item 56.

(…) O Espiritismo é forte porque assenta sobre as próprias bases da religião: Deus, a alma, as penas e as recompensas futuras; (…). Allan Kardec:
O livro dos espíritos. Conclusão, item 5.

(…) O mais belo lado do Espiritismo é o lado moral. É por suas consequências morais que triunfará, pois aí está a sua força, pois aí é
invulnerável (…). Allan Kardec: Revista Espírita, 1861, novembro, p. 359.

(…) Mais uma vez, [o Espiritismo] É uma fiosofia que repousa sobre as bases fundamentais de toda religião e sobre a moral do Cristo (…). Allan
Kardec: Revista Espírita, 1862,maio, p.121.

Sabedoria em poucos parágrafos

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

Confia Sempre

Orson Peter Carrara

Ela é muito conhecida, lida constantemente, poucas vezes comentada, impressa e distribuída em pequenos impressos e presença sempre marcante nas instituições.

Trata-se do pequeno texto intitulado Confia Sempre, de Meimei.

Seus compactos parágrafos e suas poucas linhas trazem imensa sabedoria, que nem sempre prestamos atenção ou nos damos conta do quanto significam.

Convido o leitor reler outra vez. Transcrevo-a na íntegra:

Confia sempre

Não percas a tua fé entre as sombras do mundo. 
Ainda que os teus pés estejam sangrando, segue para a frente, erguendo-a por luz celeste, acima de ti mesmo. 

Crê e batalha. 

Esforça-te no bem e espera com paciência. 

Tudo passa e tudo se renova na Terra, mas o que vem do céu permanecerá. 

De todos os infelizes, os mais desditosos são os que perderam a confiança em Deus e em si mesmos, porque o maior infortúnio é sofrer a privação da fé e prosseguir vivendo. 

Eleva, pois, o teu olhar e caminha. 

Luta e serve. 

Aprende e adianta-te. 

Brilha a alvorada além da noite. 

Hoje é possível que a tempestade te amarfanhe o coração e te atormente o ideal, aguilhoando-te com aflição ou ameaçando-te com a morte… 

Não te esqueças, porém, de que amanhã será outro dia! 

Prova de solicitude

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

Solicitude

Orson Peter Carrara

A palavra do substantivo feminino solicitude pode ser entendida por vários sinônimos que significam cuidado, zelo. Entre elas estão as seguintes definições, conforme o dicionário:

Empenho, cuidado ou zelo com que se pretende fazer ou obter algo. Diligência; demonstração de interesse, de atenção para cumprir um pedido ou uma solicitação da melhor forma possível. Esmero ou zelo ao dar qualquer tipo de ajuda ou assistência. Característica do que é solícito ou de quem oferece prontamente ajuda.”

Note-se que a abrangência da definição ou significado da palavra abre um universo de possibilidades em sua análise e abordagens, de vez que várias situações do cotidiano humano aí cabe. Para efeito didático da presente abordagem, optamos por duas delas: cuidado e zelo.

Sim, peço ao leitor, agora por sua vez, pensar onde levam essas duas palavras na própria realidade íntima do leitor, em suas experiências e conteúdo de vida.

Cuidados e zelo! É o que mais recebemos da vida. Nem sempre percebido, infelizmente, originando motivos que criam desilusões, angústias, aflições, sofrimentos.

Entre a maior dessas provas de solicitude, ou se preferirmos, uma prova de zelo e cuidados conosco é a vinda, presença, grandeza, bondade do Cristo de Deus para com a Humanidade.

Recomeço sugere ampliar reflexão

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

Recomeçar

Orson Peter Carrara

O momento decisivo da evolução humana pede persistência, coragem, mas também calma.

Se pensarmos no alcance no final da conhecida expressão de Jesus: Amai-vos uns aos outros como eu vos amei, podemos ampliar seu entendimento e entender seu divino convite.

Afinal o “como eu vos amei”, como devemos entender?

Como é que Ele nos amou?

Em boa síntese didática-educativa, podemos entender que:

a) Ele sempre respeitou nossa posição evolutiva. Tanto que sempre valorizava quem dele se aproximava. Às diferentes personalidades que o procuraram, da mulher adúltera ao doutor da lei, respeitou-lhes o estágio moral.

b) Nada pediu em troca pelos inúmeros benefícios que trouxe à humanidade. Isso é uma demonstração de amor. Ama e porque ama ampara, consola, conforta, orienta; Nada exigiu, aguarda nosso despertar. 

c) Importou-se conosco. Esse importar-se conosco foi demonstrado na prática pelas expressivas manifestações de entendimento de nossa precária condição evolutiva, estendendo-nos seu divino amparo e orientação.

Decisão fundamental no Natal

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

samaritano

Orson Peter Carrara

A primeira atitude daquele homem foi descer do animal, um cavalo ou um camelo. Em sua caminhada encontrou aquele homem ferido, que havia sido desprezado por dois outros que ali passaram, conforme narra a conhecida Parábola do Bom Samaritano. Todo mundo conhece a parábola, nem é preciso narrar novamente. Seus personagens e desdobramentos são muito conhecidos e as lições morais daí decorrentes igualmente tocam o coração humano com lições incomparáveis.

Deixemos, todavia, aquelas lições já conhecidas, divulgadas e disponíveis para quem deseja ampliar o assunto e conhecer mais. Fixemo-nos na ocorrência da decisão do terceiro personagem, o bom samaritano, que encontrou o homem caído e ferido.

Sua primeira atitude foi descer do animal que o transportava. Isso não se deve apenas ao fato da comodidade de estar mais próximo, mas mostra a postura de decisão, de humildade principalmente, ao aproximar-se do enfermo caído. Antes de qualquer outra iniciativa de apoio que se sucedeu, como conhecida, ele antes desce do animal, aproxima-se, verifica a necessidade, para depois, então, agir como exigia o momento.

Contatos

  • Rua Tomáz Antonio Gonzaga, 305
    Bairro São José - Pouso Alegre - MG
  • (35) 99220 - 8388