Amor e Renúncia

por Fabiola em . Publicado em Mocidade.

bem_maior

Solange Magalhães Araújo

Quando eu era mais jovem, achava um absurdo alguns textos até de Chico Xavier e cia dizendo que amor é renúncia.
Mas a maturidade chega e hoje não vejo palavra mais apropriada.

Não vale a pena bater o pé para estar certo ou para provar que o errado é o outro, mesmo que isso seja real. Não vale.

No amor (estou falando do de verdade) não cabe competição.

No amor, cabe harmonia, passar por cima do orgulho e da vaidade.

Sim, o certo não seria eu ceder, mas para quê entristecer o outro e deixar a vida mais pesada para ele?
Lembro de uma frase de André Luiz: “O Bem Que Fazes é Seu Advogado Em Qualquer Parte”.

Lembra: Lei do Retorno. Se sua intenção é a felicidade do outro, é certo que logo o mesmo ocorrerá com você.
Pára, respira, não atenda aos impulsos. Reflita: a atitude que tenho de tomar é para provar que estou certo ou para o bem de todos?

Que possamos seguir valorizando sempre a capacidade de refletir. Instinto é só para grandes emergências. Não para o verbo. 

Linkou seu site.

Deixe um comentário

Contatos

  • Rua Tomáz Antonio Gonzaga, 305
    Bairro São José - Pouso Alegre - MG
  • (35) 99220 - 8388