Textos do autor

Recomeço sugere ampliar reflexão

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

Recomeçar

Orson Peter Carrara

O momento decisivo da evolução humana pede persistência, coragem, mas também calma.

Se pensarmos no alcance no final da conhecida expressão de Jesus: Amai-vos uns aos outros como eu vos amei, podemos ampliar seu entendimento e entender seu divino convite.

Afinal o “como eu vos amei”, como devemos entender?

Como é que Ele nos amou?

Em boa síntese didática-educativa, podemos entender que:

a) Ele sempre respeitou nossa posição evolutiva. Tanto que sempre valorizava quem dele se aproximava. Às diferentes personalidades que o procuraram, da mulher adúltera ao doutor da lei, respeitou-lhes o estágio moral.

b) Nada pediu em troca pelos inúmeros benefícios que trouxe à humanidade. Isso é uma demonstração de amor. Ama e porque ama ampara, consola, conforta, orienta; Nada exigiu, aguarda nosso despertar. 

c) Importou-se conosco. Esse importar-se conosco foi demonstrado na prática pelas expressivas manifestações de entendimento de nossa precária condição evolutiva, estendendo-nos seu divino amparo e orientação.

Decisão fundamental no Natal

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

samaritano

Orson Peter Carrara

A primeira atitude daquele homem foi descer do animal, um cavalo ou um camelo. Em sua caminhada encontrou aquele homem ferido, que havia sido desprezado por dois outros que ali passaram, conforme narra a conhecida Parábola do Bom Samaritano. Todo mundo conhece a parábola, nem é preciso narrar novamente. Seus personagens e desdobramentos são muito conhecidos e as lições morais daí decorrentes igualmente tocam o coração humano com lições incomparáveis.

Deixemos, todavia, aquelas lições já conhecidas, divulgadas e disponíveis para quem deseja ampliar o assunto e conhecer mais. Fixemo-nos na ocorrência da decisão do terceiro personagem, o bom samaritano, que encontrou o homem caído e ferido.

Sua primeira atitude foi descer do animal que o transportava. Isso não se deve apenas ao fato da comodidade de estar mais próximo, mas mostra a postura de decisão, de humildade principalmente, ao aproximar-se do enfermo caído. Antes de qualquer outra iniciativa de apoio que se sucedeu, como conhecida, ele antes desce do animal, aproxima-se, verifica a necessidade, para depois, então, agir como exigia o momento.

Feliz Natal e Excelente 2019!!!

por Valdenir em . Publicado em Estudando Espiritismo.

Natal4

Agradecemos aos voluntários e frequentadores da casa espírita Vinhas do Senhor por todo apoio e companhia carinhosamente concedidos neste ano que está chegando ao final.

Desejamos a todos muita paz e harmonia, muita saúde e alegria, muita serenidade e fraternidade, muito discernimento e perdão, muito amor e caridade.

Desejamos também que  este natal que se aproxima represente a união com nossa inspiração, Jesus, e que nossas metas sejam sempre traçadas segundo seus ensinamentos.

C.E.V.S.

LOUVOR DO NATAL

por Valdenir em . Publicado em Mensagens - Emmanuel.

Natal3

Pelo Espírito Emmanuel.

Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Livro: À Luz da Oração. Lição nº 13. Página 33.

Senhor Jesus!

Quando vieste ao mundo, numerosos conquistadores haviam passado, cimentando reinos de pedra com sangue e lágrimas.

Na retaguarda dos carros de ouro e púrpura com que lhes fulgia a vitória, alastravam-se, como rastros da morte, a degradação e a pilhagem, a maldição do solo envilecido e o choro das vítimas indefesas.

Levantavam-se, poderosos, em palácios fortificados e faziam leis de baraço e cutelo, para serem, logo após, esquecidos no rol dos carrascos da Humanidade.

Entretanto, Senhor, nasceste nas palhas e permaneceste lembrado para sempre.

Ninguém sabe até hoje quais tenham sido os tratadores de animais que Te ofertaram esburacada manta, por leito simples, e ignora-se quem foi o benfeitor que Te arrancou ao desconforto da estrebaria para o clima do lar.

Cresceste sem nada pedir que não fosse o culto à verdadeira fraternidade.

Dos desvios e distorções doutrinárias

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

Espiritualidade

Orson Peter Carrara

           Há que se dedicar muito cuidado e atenção na prática cotidiana da programação de nossas instituições espíritas. O compromisso do adepto espírita é com o Espiritismo. E Espiritismo está claramente definido nas obras básicas de Allan Kardec. As inclusões indevidas, práticas que distorcem, inovações oriundas de nossas distrações doutrinárias e mesmo quando criamos o “nosso espiritismo”, correm por nossa conta e risco, gerando responsabilidades de expressão, face às noções indevidas que podemos estar semeando em pessoas que agora se aproximam da Doutrina Espírita e o conhecem distorcido de suas propostas verdadeiras.

            O compromisso do Espiritismo é com a renovação moral do ser humano. Totalmente conectado com o Evangelho de Jesus, suas bases visam esclarecer e orientar sobre nossa natureza, origem e destinação como filhos de Deus. Fundamentado em bases racionais e exclusivamente voltado ao crescimento intelecto moral dos filhos de Deus, o Espiritismo dispensa condicionamentos, dependências de qualquer espécie, imposições, exigências e fanatismos que possam ou queiram se impor.

Dos equívocos e das distorções doutrinárias

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

Casa Espírita

Orson Peter Carrara

A falta de estudo da Doutrina Espírita, a ausência do uso da razão e do bom senso e também o isolamento dos grupos (fechando-se em si mesmos) são os responsáveis pelos absurdos que se cometem em nome da Doutrina e seu movimento. E isto fica por conta de quem pratica, pois o Espiritismo não pode ser responsabilizado por aqueles que não raciocinam no que fazem.

São muitos os exemplos, alguns citados em livros, jornais e revistas, por articulistas e autores diversos, todos respeitáveis e conhecidos na atividade espírita, os quais permito-me citar uns ou outros (os exemplos) para desenvolvimento do presente artigo.

Enquadram-se nesses equívocos:

  1. Obrigatoriedade de passe em todo e qualquer comparecimento ao Centro Espírita;

  2. Toda pessoa que chega perturbada ao Centro Espírita é médium;

  3. Os médiuns são seres elevados e extraordinários;

  4. Os oradores e expositores são seres infalíveis – “falou tá falado”;

  5. Médium experiente não precisa estudar;

  6. Não se deve bater palmas ao final de palestras para não dispersar fluidos;

  7. Casamento, batizado, uso de gestos e imagens, roupas especiais, cromoterapia, cristais, tvp, pirâmides, etc, no Centro Espírita;

  8. As mãos dadas formam correntes de proteção;

  9. Comemoração de Páscoa e Semana Santa no Centro Espírita;

  10. Para recarregar energias, o aplicador de passes deve encostar a cabeça na parede após a tarefa;

  11. Mulheres não devem entrar de saia no centro;

  12. Homens e mulheres devem sentar-se em fileiras separadas no ambiente do centro;

  13. Reencarnação serve para pagar dívidas;

  14. Os espíritos comunicantes sabem tudo;

  15. Determinado Centro Espírita é forte, o outro é fraco;

  16. Uso de expressões, como mesa branca, baixo espiritismo, encosto e muitos outros absurdos como aqueles das correntes no chão e das garrafas em prateleiras, para prender os espíritos obsessores ou da mesa de concreto que suporte os murros dos médiuns indisciplinados.

Contatos

  • Rua Tomáz Antonio Gonzaga, 305
    Bairro São José - Pouso Alegre - MG
  • (35) 99220 - 8388