Textos do autor

DUAS SEMANAS

por Valdenir em . Publicado em Crônicas - Humberto Campos.

Avareza

Pelo Espírito Irmão X (Humberto de Campos).

Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Livro: Histórias e Anotações. Lição nº 04. Página 31.

 

Quando penetramos no aposento íntimo do abastado comerciante João de Toledo, estavam à mostra as folhas do diário em que lançara, do próprio punho, as resumidas anotações das próprias atividades nas duas últimas semanas daquele mês de abril:

17 – Acordei hoje sobressaltado. Sonhei estar abraçando meu pai, morto há vinte anos. Não era precisamente um sonho. Era uma perfeita visão, dentro do quarto, mas compreendo a elucidação, pois comi lombo de porco à ceia, com boa rega de vinho verde. Ao almoço, contei o sucedido a minha mulher que acredita numa comunicação espiritual. Ora, ora! Crendices! Etelvina, apesar de boa esposa, é mulher de cabeça fraca. Na parte da tarde, consegui armazenar mais duzentos sacos de arroz, completando o total de mil e quinhentos.

18 – Etelvina amanheceu nervosa, chorando. Disse haver sonhado também com meu pai, a rogar-me serviço à beneficência. Dizia que o velho chegara a indicar o cofre, repetindo o meu nome em voz alta. Baboseiras de minha mulher. Ela não bebe e come pouco, mas é impressionável. Bastou que eu falasse de sonho à mesa para que igualmente se iludisse, a respeito de comunicações. Consegui adquirir mais trezentos sacos de feijão imunizado.

Injusto “passar em branco”

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

João Cabete

Orson Peter Carrara

No último dia 03 de abril de 2019 completou-se seu centenário de nascimento. E ninguém falou nada, pelo menos eu não vi…. Sim, o compositor João Cabete, de expressivo e inspirado acervo musical, nasceu em 03 de abril de 1919 na cidade de São Paulo, capital.

Injusto esquecer seu legado musical, não homenageá-lo em gratidão pelo inspirado acervo musical que deixou, acalentando almas com o vigor da esperança e da harmonia.

Permito-me transcrever parcialmente trechos da rica biografia constante no site da UEM. Aliás, sugiro ao leitor pesquisar a íntegra da biografia, pela riqueza de detalhes e pela impossibilidade de aqui transcrever. Acesse o portal www.uemmg.org.br e pesquise biografias pelo nome João Cabete.

(…) Apesar dos momentos difíceis, principalmente por ter perdido o pai aos oito anos de idade, a veia musical sempre esteve presente. Desde criança, acompanhado de seu inseparável violão, já fazia apresentações em movimentos promovidos pelas rádios da comunidade portuguesa. (…).

Achei a causa…

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

Roteiro

Orson Peter Carrara

Estive pensando nos conflitos de relacionamento, nas dificuldades todas que aí estão, inclusive nas artimanhas e intrigas de bastidores, em empresas, famílias, conhecidos, colegas e mesmo nas atividades voluntárias compartilhadas nas instituições movidas pelo ideal religioso, das variadas denominações no Brasil; estava meditando sobre os ciúmes, as manipulações, os desrespeitos, as agressões, as acusações e críticas sempre reinantes, nos comentários maldosos e mesmo nos desprezos calculados, nos crimes entre cônjuges, nos abandonos de crianças e idosos, nas enfermidades surgidas de abalos emocionais… campo vasto a se abrir quando começamos a pensar nos dramas humanos e na nossa mediocridade moral….

Foi quando me deparei com o trecho abaixo. Ele consta do livro Roteiro, de Emmanuel, e está no capítulo 1 – O Homem ante a vida.

Foi inevitável. Ao ler, nesse momento de tantas dificuldades que nos afetam a todos, em âmbito familiar, social, profissional, nacional…. pude constatar: achei a razão maior. Achei o “fio da meada”. Eis a causa. Acompanhe atentamente. Peço ler vagarosamente… Eis:

Estamos esquecidos?

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

Simples

Orson Peter Carrara

No livreto O Espiritismo em sua expressão mais simples, da FEESP, de Allan Kardec, que é dividido em 3 partes (Histórico do Espiritismo, Resumo do Ensinamento dos Espíritos e Máximas extraídas do ensinamento dos Espíritos, além das Notas), encontramos essas preciosidades que parecem esquecidas de todos nós na atualidade do movimento espírita: (transcrevo pequenos trechos parciais)

  1. Item 35 no item “Máximas”: O objetivo essencial do Espiritismo é o melhoramento dos homens. Não é preciso procurar nele senão o que pode ajudá-lo para o progresso moral e intelectual;

  2. Item 36 no mesmo item: O verdadeiro espírita não é o que crê nas manifestações, mas aquele que faz bom proveito do ensinamento dado pelos Espíritos. Nada adianta acreditar se a crença não faz com que se dê um passo adiante no caminho do progresso e que não o faça melhor para com o próximo.

  3. Item 38, continuando: A crença no Espiritismo só é proveitosa para aquele de quem se pode dizer: hoje está melhor do que ontem.

  4. E para concluir as transcrições, no item 60: Com o egoísmo, os homens estão em luta perpétua; com a caridade, estarão em paz (…).

Faça o teste!

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

Molecular Thoughts

Orson Peter Carrara

Normalmente nos escravizamos aos condicionamentos mentais. É do ser humano fixar-se em determinados pontos de vista, que se condicionam, viciam, e como resultado colhemos os desdobramentos próprios da teimosia ou da rebeldia, do egoísmo e da vaidade, ou ainda da ganância, das manias e tudo o mais que todos conhecemos.

O pior é quando ruminamos situações, fazendo reviver mágoas guardadas e acumuladas, medos e traumas que retornam em situações que estabelecem alguma conexão com fatos vividos no passado ou em época recente. Basta um nome, uma lembrança, uma citação e pronto! Está estabelecida a conexão que faz ressurgir a mágoa e a raiva e até mesmo o desejo de vingança, com o consequente prejuízo da saúde.

            Na verdade, tudo está nos pensamentos, na maneira como o administramos para nos livrarmos dos vícios e condicionamentos e criarmos em torno de nós mesmos um ambiente saudável que propicie tranquilidade e alegria de viver, ingredientes expressivos na superação das adversidades naturais da vida.

Um médico amigo, psiquiatra, trouxe uma receita que pode ser usada em qualquer situação e favorável à mudança dos pensamentos, interrompendo o condicionamento mental. Sugeriu ele, em conversa informal em sua casa quando nos hospedou em Cascavel-PR, que o grande segredo está em selecionarmos uma lembrança que nos traga grande felicidade. Pode ser uma ocorrência, uma vivência, a recordação do filho, do neto, do cônjuge, não importa… O importante é que seja algo ou alguém que nos traga imensa felicidade.

É inevitável

por Valdenir em . Publicado em Orson Peter Carrara.

tecnologia

Orson Peter Carrara

 Há alguns anos, quando se poderia imaginar as facilidades de um celular, que já não é apenas um celular, mas reúne diversas utilidades num só aparelho, com a grande facilidade da comunicação instantânea, a depender do aplicativo utilizado, inclusive com imagem ao vivo.

Comportando num só aparelho máquina fotográfica, filmadora, telefone convencional e também com imagens, entre outros muito úteis sistemas que nos favorecem a vida, como o notável GPS e o recente whatsApp, realmente impressiona o que o ser humano é capaz de produzir ou, ainda melhor dizendo, foi capaz em tão pouco tempo – fruto, é claro, de conquistas anteriores –, a ponto de que a partir de 1988 a 2018, nossa tecnologia desenvolveu tecnologias e sistemas – em todas as áreas, reafirme-se –, superiores aos milênios anteriores da evolução humana.

Em 30 anos fomos capazes – cada um com sua aptidão e na soma da criatividade, talento e dedicação –, de revolucionar a vida humana em todos os sentidos.

Nada a provocar espanto. É a Lei do Progresso, inexorável em sua caminhada.

NA LEI DO BEM

por Valdenir em . Publicado em Mensagens - Emmanuel.

lei do bem

Pelo Espírito Emmanuel.

Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Livro: Justiça Divina. Lição nº 54. Página 129.

Estudos e Dissertações em torno da substância religiosa de “O Céu e o Inferno”, de Allan Kardec.

1ª parte, Capítulo VIII, Item 12.

Reunião pública de 28/08/1961.

 

Perguntas, muita vez, de alma inquieta, que vem a ser o bem, tão diversas surgem as interpretações, ao redor do bem, por toda parte.

Entendamos, contudo, que o bem genuíno será sempre o bem que possamos prestar na obra do bem aos outros.

Colheste pedradas, na construção a que te dedicas; no entanto, compadeces-te da mão que te ultraja, interpretando-lhe os golpes por sintomas de enfermidade.

Ouviste frases insultuosas, em torno do teu nome, e registras a agressão por loucura daqueles que as pronunciam, sem alterar-te no auxílio a eles.

Sofreste assalto, na tarefa que realizas, mas não te revoltas contra a injúria dos que te invadem a seara de esforço nobre, trabalhando sem mágoa, no clima da tolerância.

Podes falar, com razão, a palavra acusadora contra o adversário que te feriu; contudo, reconheces a ofensa por crise de ignorância e, nem de leve, te afastas da desculpa irrestrita.

Tens bastante merecimento para destaque e ocultas-te, na atividade silenciosa, sem fugir à cooperação, junto daqueles que te dirigem.

Contatos

  • Rua Tomáz Antonio Gonzaga, 305
    Bairro São José - Pouso Alegre - MG
  • (35) 99220 - 8388